Qual é a sua?

domingo, novembro 09, 2008

Sobre a vírgula

.
.
Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.
.
Ela pode sumir com seu dinheiro.
23.4.
2,34.
.
Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.
.
Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve.
.
E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.
.
Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.
.
A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.
.
Uma vírgula muda tudo.
_______________________________________
Campanha dos 100 anos da ABI
(Associação Brasileira de Imprensa)
.
.
Lendo esta campanha me recordo de um texto que vive em minha memória desde a segunda série do ensino fundamental (e olha que faz tempo... ), sobre a importância da pontuação.
.
Um homem muito rico, sentindo chegar a hora de sua morte, pede papel e caneta para dispor sobre seus bens, e assim o fez: "Deixo meus bens à minha irmã não ao meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres".
.
Já podemos ver a confusão que foi criada, pois cada interessado pontuou de forma a satisfazer a própria necessidade...
.
Primeiro de tudo, assim que a "tia" passou essa história, fiquei perguntando que tipo de pessoa escreve tudo para depois pontuar, enfim, não obtive resposta. Mas hoje em dia, alguns anos depois, aprendi que não podemos duvidar de nada, principalmente da capacidade (ou falta de) que certas pessoas possuem para se expressar.
.
Ainda hoje me pergunto pra quem o milionário deixou seus bens...

Nenhum comentário: