Qual é a sua?

quinta-feira, julho 05, 2007

Já dizia o Raul...

Abundante, completo, por inteiro, ilimitado, irrestrito... Tudo na vida deveria ser assim. Dispersa como sou, pra não me tornar volúvel, me apego ao 8 ou 80 da vida. Seja com as pessoas (trocentos amores e amando loucamente cada um deles), com meus objetivos (ontem desenhista, hoje juíza, e quem sabe amanhã astronauta) e comigo mesma (perfeccionista ou desistente).
.
Claro que isso tem desvantagens: quando algo não dá certo ou simplesmente não acontece da forma como se espera, a frustração é como um balde de água fria, e também o elemento surpresa (no caso das idéias) é outro fator que enche o saco quando constante. Mas também, olhando pelo outro lado, como já disse Raul, ser essa metamorfose ambulante faz com que você tenha um leque de opções onde pode exercitar ser mais flexível e aprender com seus próprios erros.
.
Não sou nenhum Dalai Lama, nem descobri a fórmula da felicidade, mas acho que pra viver bem devemos respeitar o momento de cada coisa. A duras penas tô aprendendo isso... Mas a vida realmente seria mais fácil se as pessoas se entregassem diariamente àquilo que estão fazendo, seja nas tarefas do cotidiano, nos possíveis amores, nos favores prestados, na hora da diversão...
.
Eu não sei viver pela metade...
.
.

Nenhum comentário: